quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Olá, novato

Paguei pra ver e vi. Tudo ali, como bem pensei um dia, ou melhor, como nunca imaginei! Contente agora? Parece que não (parece?). Quantos espetáculos terei mais por essa vida real, que, às vezes, parece mais é irreal de tão bizarra que insiste em ser. Por tantas vezes se assemelhando a comédias e dramas infindáveis que duram apenas algumas horas. A vida é pura contradição, a gente é pura contradição. Nada é definitivo, senão a transitoriedade das situações e condições. Talvez essa seja a graça. Por mais que se seja veterano, por aqui a gente é sempre novato. Novato, ingênuo, inexperiente. E, por mais que se aprenda, sempre há muito o que aprender e são tantas as possibilidades que não há como se acostumar plenamente à vida em si, às suas singularidades. Assim é, e assim deve ser, pois só o novato vê com olhos de quem jamais viu, se surpreende com pequenas coisas, se deslumbra ao ver a Lua, se apaixona ao ver um gatinho na calçada, agradece poder desfrutar cada pôr-do-sol...

Um comentário:

Poupée Amélie™ disse...

E é isso o que nos impulsiona. É essa sensação de que quanto mais aprendemos, muito mais vemos que pouco sabemos.
Adorei o texto!
BjO*

Related Posts with Thumbnails